Recuperar Recibo IRPF 2019: Onde Encontrar, Consulta Extrato e Documentos necessários

Recuperar Recibo IRPF 2019 – Todo cidadão que realiza a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) no final é atribuído um número de identificação que conta com 12 números. Esta informação é necessária para a realização do acompanhamento o processamento da declaração pela internet.

Além disso, esse dado é solicitado quando o contribuinte necessita de realizar uma declaração retificadora.

Então, não deixe de acompanha os próximos tópicos deste post e saiba como você pode recuperar recibo IRPF que conta com esse número de identificação da declaração anual.

Recuperar Recibo IRPF 2019
Recuperar Recibo IRPF 2019

Recuperar Recibo IRPF 2019 – Onde Encontrar o Recibo

Para quem precisa de ter o número de identificação que consta no Recibo do IRPF 2019, é possível ter acesso ao mesmo de 3 formas diferentes, como está descrito abaixo:

  • Por via do computador ou dispositivo usado para o envio da declaração – para quem enviou a sua declaração a partir do disco rígido do computador, o recibo ficou gravado na pasta “C: Arquivos de Programas / SRFIRPF20XX transmitidas”, que foi criada no ano em que ocorreu o envio da declaração.

Sendo assim, o contribuinte pode seguir com a recuperação do recibo acessando estes dados no programa da receita Federal, bastando que para isso clique em “declaração” e em seguida “imprimir”, e “Recibo”.

Agora, no caso de quem fez a transmissão da declaração usando o aplicativo da receita federal a partir de um dispositivo com Sistema Android, o recibo deverá estar na pasta download.

Em caso de transmissão efetuada por via de um aparelho com o Sistema operacional iOS, o recibo estará na pasta de arquivos do programa do Imposto de Renda criada no momento da instalação do aplicativo.

  • Por via do Portal e-CAC – a recuperação do recibo IRPF pode ser realizada facilmente nesta plataforma, desde que o contribuinte tenha um cadastro prévio ou um certificado digital para acessá-lo.
  • Diretamente numa das unidades da Receita Federal – Caso nenhum dos procedimentos citados acima funcione, lembre-se que você também pode se dirigir a uma agencia da Receita Federal para recuperar recibo IRPF.

Como consultar o Extrato do IRPF 2019

A consulta do extrato do IRPF 2019 pode ser realizada por via online num computador conectado à internet – veja como você pode fazer essa consulta, já a seguir:

  • Entre no portal do IDG clicando AQUI;
  • Acesse a área do usuário clicando “Acessar” se você possui um certificado digital. Para quem não tem essa informação, será necessário clicar em “Gerar Código de Acesso” para obtê-la;
  • Prossiga informando o seu CPF, código de acesso e senha;
  • Com o acesso à área do usuário efetuada, vá em frente e clique em “Declarações e Demostrativos”;
  • Escolha a opção “Extrato do processamento da DIRPF”;
  • Continue escolhendo a opção “Extrato”;
  • Por fim, você já poderá fazer a impressão do extrato.


Quais documentos devem ser guardados

Para evitar inconvenientes, é bastante recomendado que após a realização do envio da declaração o contribuinte faça o arquivamento de algumas informações envolvidas nesse procedimento por um prazo de 5 anos.

A lista de documentos que devem ser guardados inclui comprovantes e arquivos que podem vir a ser solicitados em casos de questionamentos da Receita Federal, o que contempla toda a documentação usada na elaboração da declaração (escrituras de imóveis, comprovantes de operações de dependentes, informes de rendimentos, etc.).

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Imposto de Renda 2019: Quem Deve Declarar

Não é novidade para ninguém que o Governo brasileiro conta com vários impostos que incidem sobre o cidadão, sendo que entre eles existem aqueles que são obrigatórios e que devem ser declarados diretamente pelo contribuinte, como é o caso do Imposto de Renda.  Por isso, se você não quer faltar ao pagamento deste tributo, não deixe de saber quem deve declarar imposto de renda 2019 e quem não precisa, ainda neste post.

Imposto de Renda 2019
Imposto de Renda 2019 – Quem deve Declarar

Quem Deve Declarar Imposto de Renda 2019:

Abrangendo um grande número dos trabalhadores formais, para poder estar sujeito ao pagamento do Imposto de renda é preciso se enquadrar nas condições impostas para o efeito, são elas:

  • Ter recebido no ano passado rendimentos que no total somam mais de R$ 28.559,70. Sendo que os rendimentos devem ser tributáveis;
  • Contar com R$ 300 mil em imoveis, veículos e outros bens adquiridos até 31 de Dezembro do ano anterior;
  • Apresentar receita bruta de atividade rural que ultrapasse os R$ 142.798,50;
  • Ter ganho de capital originado da venda de imoveis, veículos e outros bens que sejam vulneráveis a cobrança do Imposto de Renda;
  • Ter passado a condição de cidadão brasileiro até 31 de Dezembro do ano anterior ao vigente;
  • Contar com registro de operações efetuadas na bolsa de valores, de mercadorias e de títulos futuros;
  • Ter auferido mais de R$ 40 mil em rendimentos insetos, não tributáveis ou tributados na fonte;
  • Ter escolhido a isenção do Imposto de Renda no capital ganho na venda de imoveis residenciais ao usar tal dinheiro para aderir outros imoveis dentro do país, num prazo de 180 dias que passou a contar a partir do dia em que o contrato foi assinado.
Quem Deve Declarar Imposto de Renda
Quem Deve Declarar Imposto de Renda

Quem não precisa declarar o imposto de renda 2019:

Felizmente ainda existem algumas condições que isentam os cidadãos brasileiros do pagamento deste imposto, sendo que não precisa declarar o Imposto de Renda 2019:

  • Pessoa física que tiver rendimento mensal que esteja abaixo dos R$ 1.999,18;
  • Todo cidadão brasileiro que tenha mais de R$ 300 mil avaliados em bens e direitos, com uma parte do património pertencente ao companheiro ou cônjuge com o qual tem um relacionamento em regime parcial de bens;
  • Aposentado com mais de 65 anos de idade que possui como única fonte de renda mensal para sobrevivência o Benefício.

 


Como Declarar Imposto de Renda

Com o advento da internet vários serviços públicos começaram a ganhar mais eficiência, não havendo mais necessidade de ter que deixar o conforto do seu lar para enfrentar longas filas nos postos de atendimento público para consulta ou adesão de serviços.

Seguindo a mesma onda, a Receita Federal também disponibiliza uma plataforma que permite com que os contribuintes façam a declaração do Imposto de Renda 2019  sem precisar sair de casa, o programa chamado Receitanet.

Como Declarar o Imposto de Renda 2019
Como Declarar o Imposto de Renda 2019

 

Para fazer a sua declaração Imposto de Renda, basta seguir o seguinte passo a passo:

  1. Antes de mais nada entre no site do download do programa que faz a declaração;
  2. Dentro do site escolha a versão do seu sistema operacional e faça o download;
  3. Prossiga instalando o Software no seu computador e depois abra-o;
  4. Com o programa aberto, entre com as informações pedidas no formulário, verificando se está tudo coretinho;
  5. Continue clicando em “Declaração” e depois em “Gravar Declaração para Entrega”;
  6. Feito isso, agora escolha a declaração que deve ser gravada e clique em “OK”. Caso nada de errado aconteça, você será perguntado se deseja fazer o envio da declaração, clique em “Sim” para enviar;
  7. Para finalizar, basta imprimir o seu recibo.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votes, average: 4,67 out of 5)
Loading...

Declaração Imposto de Renda 2019

Como de costume anualmente o imposto de renda precisa se declarado, por conta disso, muitas pessoas ainda ficam na dúvida de quem deve realizar a Declaração Imposto de Renda 2019, a declaração além de anual é obrigatória. Veja a seguir como realizar a Declaração Imposto de Renda 2019.

O imposto de renda é um dos tributos mais importantes cobrado ao cidadão brasileiro, o contribuinte que se enquadra como elegível, são obrigados a declarar o imposto de renda.

Declaração do Imposto de Renda 2019
Declaração do Imposto de Renda 2019

Quem deve declarar?

Apesar de ser obrigatória, nem todos os contribuintes precisam realizar a declaração do imposto de renda 2019, porém se você se enquadrar em qualquer de um dos critérios, será obrigatório a declaração, confira os requisitos:

  • Contribuintes que no ano de 2017 tiveram os seus rendimentos tributáveis, maior que R$ 28.559,70, ou seja, trabalhadores e aposentados que mensalmente recebiam salário igual ou maior a R$ 1.903,98.
  • Contribuintes que durante o ano de 2017 tiveram rendimentos não tributáveis acima ou igual a R$ 40.000,00, vale ressaltar, que rendimentos não tributáveis são aqueles que não geram valor líquido, nem lucro, sendo assim não precisa pagar imposto.
  • Trabalhadores rurais é obrigatório caso o rendimento anual gerado dessa renda seja igual ou acima de R$ 128.308,50.
  • Contribuintes que durante o ano de 2017 investiram em mercado de capitais, bolsas de valores ou similares.
  • Contribuintes com terrenos ou imóvel em suas posses, que o valor seja igual ou superior a R$ 300 mil.
  • Contribuintes e trabalhadores que optaram pela a isenção do imposto de renda sobre o valor de venda de imóvel, desde que esse dinheiro seja usado para a quitação ou compra de outro imóvel em território nacional, desde que isso seja realizado dentro do prazo de 180 dias.

Como Declarar o Imposto de Renda?

O processo de declaração do imposto de renda é bem simples e fácil, basta primeiro entrar no site da Receita Federal, dentro do cronograma estimado, para efetuar o download do programa IRPF 2019.

Hoje existem duas maneiras a qual você pode realizar a sua declaração do imposto de renda, confira:

  • Através da versão para IOS e Android pelos os dispositivos móveis;
  • Através da versão MAC e Linux para computadores.

O programa do imposto de renda é facilmente baixado no site a seguir:

Vale ressaltar que as declarações do imposto de renda 2019 devem ser feitas e entregues até o dia 29 de abril de 2019, marque um lembrete em algum lugar para que você não esqueça.

Caso você venha realizar a sua declaração do imposto de renda através do dispositivo móvel, você vai precisar:

  1. Abrir a loja do seu dispositivo;
  2. Baixar o aplicativo da Receita Federal;
  3. Buscar pelo o programa IRPF;
  4. Baixe o programa, após isso basta entrar no aplicativo e preencher todos os dados solicitados.

Para efetuar a sua declaração do imposto de renda basta:

  1. Clicar no programa;
  2. Ao abrir clique em nova declaração.

Se ano passado, você efetuou a declaração do imposto de renda, terá um jeito muito mais simples de realizar, dessa forma basta clicar em importar dados IRPF 2019.

Agora você irá apenas efetuar a atualização dos dados anteriores, caso queira efetuar um novo documento será necessário apenas clicar em declaração de ajuste anual.

Dessa forma, basta preencher todas as informações solicitadas e em seguida enviar o seu documento.


Consulta Declaração do Imposto de Renda 2019

Consulta IRPF 2019Após o envio da sua declaração é necessário acompanhar os cronogramas, veja como é fácil consultar:

  1. Acesse (http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atrjo/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp);
  2. Informe o seu CPF;
  3. Em seguida escolha o período da restituição do Imposto de Renda;
  4. Informe a sua data de nascimento;
  5. Digite o código de segurança que aparece na imagem;
  6. Em seguida clique em consultar.
Consulta Restituições IRPF 2019
Consulta Restituições IRPF 2019

Declaração de Imposto de Renda 2019 Isento

Nem todo o brasileiro precisa efetuar a declaração do imposto de renda, para que se fique isentos, confira os requisitos:

  • Ter renda mensal de no máximo R$ 1903,98, ou seja, um pouco mais do que dois salários mínimos nacionais.
  • Ter rendimentos que sejam provenientes de aposentadoria, pensão ou militar.
  • Portador de alguma doença considerada grave e que se enquadre no regime de lei nº 7.713/88.

Datas para Declarar – Cronograma

Confira o cronograma do imposto de renda 2019:

Todos os contribuintes têm até dia 29 de abril para enviar a sua declaração ao imposto de renda, confira as datas de restituição dos lotes:

  • 1º lote dia 26 de junho de 2019;
  • 2º lote dia 17 de julho de 2019;
  • 3º lote dia 15 de agosto de 2019;
  • 4º lote dia 15 de setembro de 2019;
  • 5º lote dia 16 de outubro de 2019;
  • 6º lote dia 16 de novembro de 2019;
  • 7º lote dia 15 de dezembro de 2019.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Cálculo Imposto de Renda 2019

Cálculo Imposto de Renda 2019 – Todo ano, milhares de brasileiros precisam declarar e pagar o imposto de renda. A contribuição serve para que o governo faça investimentos necessários ao país como em saúde, educação, segurança, estradas, dentre outros gastos importantes. Confira ao decorrer do artigo informações sobre o Cálculo Imposto de Renda 2019.

Esses cidadãos que precisam declarar são aqueles que ganham acima de um teto mínimo estipulado pela Receita Federal, órgão do governo federal que coordena o imposto de renda no país. Além disso, pessoas que possuem investimentos, bens móveis e imóveis dependendo do valor também precisa fazer a declaração.

Cálculo Imposto de Renda 2019
Cálculo Imposto de Renda 2019

Quem deve declarar Imposto de Renda

  • Pessoas que receberam, no ano de 2017, acima de R$ 28.559,70 por ano ou R$ 1.903,98 por mês devem declarar o imposto de renda nas datas e prazos estipulados pela Receita Federal deste ano de 2019;
  • Quem teve no ano base de 2017 rendimentos não tributáveis acima de R$ 40 mil reais;
  • Aos trabalhadores da zona rural que tiveram uma renda bruta no ano de mais de R$ 128.308,50 devem realizar a declaração;
  • Cidadãos que fizeram algum tipo de investimento na bolsa de valores, no mercado financeiro em geral e mercado de capitais devem fazer a declaração do imposto de renda;
  • Pessoas que possuem bens móveis ou imóveis, terrenos e posses acima de R$ 300 mil reais;

Os contribuintes que não fizeram a declaração do seu imposto de renda podem ter graves problemas com a Receita Federal, com seus documentos e dados pessoais. Essas pessoas podem sofrer multas bem pesadas e até mesmo detenção de 2 anos em regime fechado.


Como calcular o Imposto de Renda

Para saber quanto será o seu IRPF 2019, é preciso saber fazer alguns cálculos para fazer a declaração de forma correta.

  • Pegue o seu salário em forma bruta e multiplique pela alíquota do INSS;
  • Depois subtraia pelo valor de dedução por dependente caso houver;
  • Logo multiplique pela alíquota do IR menos a parcela a deduzir do IR;

Com esse cálculo você chegará ao valor correto que deve usar em sua declaração do imposto de renda 2019. Se quiser usar uma calculadora automática acesse o site da Receita Federal neste link oficial do órgão http://www.receita.fazenda.gov.br/aplicacoes/atrjo/simulador/simulador.asp?tipoSimulador=M.


Cálculo Imposto de Renda 2019

Você pode calcular de forma manual ou de forma mais fácil automaticamente pelo site oficial da Receita Federal. Pela calculadora automática você pode fazer uma simulação de alíquota efetiva com imposto sobre a renda mensal ou anual.

Você precisa colocar seus rendimentos tributáveis, as deduções – que podem ser:

  • Dependentes;
  • Pensão alimentícia;
  • Previdência privada;
  • Dentre outros.

O contribuinte também pode abater no imposto de renda 2019 alguns gastos com saúde, educação e até mesmo deduções de incentivo à cultura etc.

As alíquotas do imposto de renda variam desde:

  • 7,5%;
  • 15%;
  • 22,5%;
  • 27,5%.

Quanto maior a renda do contribuinte, seus investimentos e bens, maior pode ser a sua alíquota de contribuição ao imposto.

Você sabia que nem todo mundo precisa pagar o Imposto de Renda? Confira quem possui direito à isenção do IRPF 2019.

Essa contribuição é uma forma de cobrir os gastos do governo com a sociedade, investir em desenvolvimento social e estrutural do país e melhorar a vida de milhões de pessoas em saúde, educação, segurança.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Restituição Imposto de Renda 2019

Restituição Imposto de Renda 2019 – O imposto de renda é um recolhimento feito pela Receita Federal, órgão do governo federal, de forma anual. Essa taxa é cobrada de uma parcela da população que recebe acima da alíquota de isenção. Em alguns casos, o contribuinte poderá até ter direto à restituição do Imposto de Renda 2019. Para saber mais, confira abaixo as regras da isenção do IRPF.

O dinheiro arrecadado com o IRPF serve para custear despesas do governo como saúde, educação, segurança, infraestrutura, dentre outros assuntos importantes para a população e para o país.

Por isso é importante que o cidadão fique atento as datas e prazos para a declaração do imposto de renda e pagamento, caso seja necessário. Além da restituição do imposto de renda que acontece em alguns casos.

Imposto de Renda 2019
Imposto de Renda 2019

Restituição Imposto de Renda 2019

A declaração do imposto de renda é feita por apenas uma parcela dos trabalhadores brasileiros que ganham acima de um teto-base estipulado por cálculos da Receita Federal. Já a restituição é realizada para aqueles que declararam e tem direito a receber algum ressarcimento.

Essa restituição imposto de renda 2019 é feita depois que a Receita Federal recebe as declarações dos cidadãos e realiza um balanço entre o rendimento anual e as despesas do contribuinte com alguns assuntos como saúde e educação.

As pessoas que estão abaixo do teto-base estipulado pela Receita Federal são consideradas isentas e por isso não precisam fazer a declaração. De acordo com os valores estipulados pelo governo, as pessoas que precisam declarar são aquelas que tiveram, no ano anterior a declaração, rendimento tributáveis acima de R$ 28.123,91.

Normalmente, todos os anos, a data para declaração do imposto de renda começa no dia 2 de março e vai até 28 de abril. É um prazo razoável para que os cidadãos que precisam declarar consigam todos os documentos necessário para o serviço.

A Receita Federal recomenda que os contribuintes se preparem o quanto antes para não deixar para última hora, afinal, a maior parte dos declarantes deixam para última hora e o sistema acaba ficando sobrecarregado.

Restituição Imposto de Renda 2019
Restituição Imposto de Renda 2019

Fique atento para a emissão do extrato de rendimentos do INSS 2019 para declaração do imposto de Renda.


Quem tem direito à restituição do Imposto de Renda 2019?

quem tem direitoOs contribuintes que precisam fazer a declaração devem entrar no site da Receita Federal dentro do prazo estipulado, baixar o programa disponível para a declaração e declarar todos os seus rendimentos, patrimônios, investimentos, entre outros.

No final da declaração é possível saber se o cidadão vai precisar pagar mais impostos, se vai ter direito a receber alguma restituição ou se estará quite com o IRPF 2019. Contudo, o recebimento só acontece depois de alguns meses da declaração.

Normalmente as pessoas que têm direito a receber alguma restituição são as que fizeram uma quantidade grande de deduções em sua declaração.

  • Muitas coisas podem ser deduzidas no imposto de renda como gastos com educação por membro dependente da família em até R$ 3.561,50 ao ano.
  • Outras despesas de até R$ 2.275,08 ao ano por dependente também podem ser deduzidas.
  • Despesas médicas sem limites de deduções desde que esses gastos sejam realizados pelo próprio contribuinte ou dependente da família.
  • Gastos com pensão alimentícia, as contribuições para a previdência social do ano anterior – que pode ser feito como empregado, contribuinte individual ou facultativo.
  • Pagamento de previdência social do empregado doméstico também pode ser deduzido.
  • Aposentados e pensionistas podem deduzir até R$ 1.903,98 por mês, incluindo o décimo terceiro salário.
  • E também algumas despesas de profissionais liberais.

Consulta Lotes Restituição Imposto de Renda 2019

Após algum tempo da declaração do imposto de renda 2019, a Receita Federal vai divulgando os resultados – para o cidadão saber se a declaração dele foi aceita ou não – e se ele tem direito a alguma restituição.

Essa divulgação é feita pelo portal oficial da Receita Federal e também há divulgação nos principais portais de notícias do país. A consulta também é feita no site do órgão e por lá o contribuinte saberá se tem direito a restituição ou não.

A consulta imposto de renda 2019 é muito simples e dentro de poucos minutos o cidadão já fica sabendo se tem direito.

  • O site oficial da Receita Federal para consultar essa e outras informações é o http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atrjo/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp.
  • Por este link o cidadão irá preencher os seus dados cadastrais, que é o seu CPF e escolher o ano base que deseja fazer a consulta da declaração, além da data de nascimento.
  • Por fim o contribuinte precisa digitar os caracteres que aparecem na imagem logo abaixo;
  • logo em seguida clicar no botão “consultar”.

consulta restituição IRPF

Se todas as informações digitadas pelo contribuinte estiverem corretas, a Receita Federal irá direcionar o cidadão para uma página de consulta da restituição do imposto de renda 2019. Nesta página o cidadão saberá se tem direito ou não a restituição ou se tem que pagar algum valor a mais para ficar em dia com suas obrigações.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

IRPF 2019: Tabela, Declaração, Programa, IRRF

IRPF 2019 – O imposto de renda para pessoa física, conhecido também como IRPF, é uma contribuição que acontece todo ano, de coordenação da Receita Federal, para arrecadação de dinheiro para o governo brasileiro. Veja abaixo informações sobre o IRPF 2019.

O pagamento e declaração do IRPF 2019 é obrigatório e normalmente acontece entre os meses de março e abril. Contudo apenas uma parcela da população brasileira precisa fazer o pagamento e declaração do imposto de renda 2019. Apenas os cidadãos que recebem mais que R$ 28.559,70 ao ano de receita tributável deve declarar.

IRPF 2019
IRPF 2019

Quem deve declarar IRPF 2019

Somente uma parcela da população precisa fazer a declaração, caso você esteja dentro de um item, já é preciso declarar e pagar o imposto. Veja aqui se você se enquadra em um dessas exigências:

  • Caso você recebeu no ano de 2017 mais de R$ 28.559,70 em todo o ano, você precisa declarar o imposto de renda. Você pode ser um trabalhador, pensionista ou aposentado. Por mês essa renda dá em média mais de R$ 1.903,98;
  • Cidadãos que tiveram no ano de 2017 um rendimento não tributável de mais de R$40 mil.
  • Os trabalhadores que estão na zona rural precisam realizar a declaração do imposto de renda se tiveram uma renda bruta maior que R$ 128.308,50;
  • Investidores em bolsas de valores, mercado financeiro, mercado de capitais e afins também devem declarar;
  • Pessoas que possuem bens como imóveis, terrenos etc com valor maior que R$ 300 mil;

Para os contribuintes que se enquadram em um ou mais regras são obrigados a fazer a declaração do imposto de renda 2019. Caso o cidadão não faça, ele poderá receber multas e penas, até mesmo uma prisão de 2 anos em regime fechado.


Declaração IRPF 2019

A declaração do imposto de renda 2019 é feita exclusivamente pela internet. Para realizar o processo é fácil e simples, contudo é preciso preparar toda a documentação com antecedência para não perder os prazos estipulados pela Receita Federal.

  • Acesse o site oficial da Receita Federal e baixe o programa do próprio órgão federal para fazer a declaração, que se chama Receitanet. O site é idg.receita.fazenda.gov.br;
  • Após fazer o download do programa, abra-o para começar o processo de declaração;
  • Preencha todos os dados solicitados pelo programa, dos seus rendimentos, investimentos, bens, entre outros.
  • Após preencher todos os dados pedidos, clique em “Declaração” e logo em seguida em “Gravar Declaração para Entrega à RFB”;
  • Escolha a declaração que quer enviar e clique em “Ok”. Se tiver algum erro na sua declaração, o próprio sistema irá te avisar, caso contrário aparecerá uma pergunta confirmando se você deseja realmente enviar a declaração, é só clicar em “Sim” e pronto.
Declaração IRPF 2019
Declaração IRPF 2019

Tabela IRPF 2019

  • Quem recebe até R$ 22.847,76 é isento. Quem recebe de R$ 22.847,77 até 33.919,80 tem uma alíquota de 7,5% e parcela a deduzir de R$ 1.713,58.
  • Renda de R$ 33.919,81 até R$ 45.012,60, alíquota de 15% e parcela a deduzir de R$ 4.257,57;
  • De R$ 45.012,61 até R$ 55.976,16, alíquota de 22,5% parcela de R$ 7.633,51;
  • Se a renda for acima de R$ 55.976,16, a alíquota é de 27,5% e parcela a deduzir de R$ 10.432,32.

Fique por dentro do IRPF: Saiba como funciona o Cálculo do IRPF 2019 passo a passo.


Cronograma IRPF 2019

Além da declaração, o cidadão precisa ficar atento com as datas e prazos estipulados pela Receita Federal.

  • Em janeiro é liberado um reajuste das alíquotas para a declaração;
  • A partir do dia 20 de janeiro a Receita libera programas auxiliares do imposto de renda;
  • 23 de fevereiro o cidadão já pode baixar o programa Receitanet;
  • 2 de março começa a declaração do imposto de renda;
  • 28 de abril é o último dia para entregar a declaração.

Consulta IRPF 2019

Consulta IRPF 2019Para consultar o IRPF 2019 é simples:

  1. Acesse o link oficial da Receita Federal https://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atrjo/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp;
  2. Preencha o seu CPF, data de nascimento e os caracteres que aparecem na imagem do site e pronto!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Isenção Imposto de Renda 2019

Isenção Imposto de Renda 2019 – O imposto de renda 2019 é uma contribuição que uma parcela de brasileiros precisa pagar e declarar para ter seus direitos em dia. Quem coordena o imposto de renda é a Receita Federal, órgão do governo federal. Para mais detalhes sobre quem tem direito à isenção do Imposto de renda 2019, confira o texto abaixo que explica todos o detalhes.

Todo primeiro semestre do ano essa declaração do imposto de renda deve ser feita, caso contrário o cidadão pode ter sérios problemas como multas e até mesmo detenção. As informações são divulgadas pelo site oficial da Receita Federal.

Isenção Imposto de Renda 2019
Isenção Imposto de Renda 2019

Isenção Imposto de Renda 2019

A parcela da população que paga o imposto de renda 2019 e que precisa declarar tem seus impostos usados para investir em saúde, educação, infraestrutura, dentre outras importâncias ao país. Caso o cidadão não faça declaração, ele pode ter sérios problemas com a Receita Federal.

As pessoas que são isentas ao imposto de renda são aquelas que recebem menos que um teto mínimo estipulado pela Receita Federal, não possui bens ou se possui são abaixo do valor exigido pelo órgão, dentre outras regras que vamos ver a seguir.


Quem deve declarar o Imposto de Renda 2019?
Para ser isento é preciso encaixar nas regras da Receita Federal que vamos ver a seguir:

  • Pessoas que possuem uma renda mensal menor que R$ 1.999,18;
  • Pessoas que se declaram dependentes de outra;
  • Cidadãos que possuem bens ou posses com valores menores que R$ 300 mil;
  • Aposentados maiores de 65 anos e que sobrevivem somente cm a renda do INSS.

Para mais detalhes sobre os requisitos, confira quem deve declarar o Imposto de Renda 2019, então confira quem está obrigado à entregar a declaração.


Isenção Imposto de Renda por idade

Idosos que estão com mais de 65 anos e que recebem apenas a aposentadoria como sua renda de sobrevivência são isentos do imposto de renda. Essa é uma forma que o governo dá de auxiliar as pessoas com mais idade.


Isenção Isenção Imposto de Renda por doenças crônicas

Pessoas que têm doenças crônicas e doenças graves também tem o direito de ser isento ao imposto de renda. Muitas delas não têm condições de declaração Imposto de Renda 2019 e nem de pagamento do imposto e por isso precisam ser isentas.

Cidadãos que possuem doenças como AIDS, algum tipo de doença mental, cegueira, cardiopatia grave, paralisia que incapacita, hanseníase, doença de Parkinson, esclerose múltipla dentre outras doenças graves e muitas vezes irreversíveis podem pedir a isenção do imposto de renda.


Alíquotas Imposto de Renda

Para quem precisa pagar o imposto de renda e declarar precisa também saber quais as alíquotas cobradas de acordo com o seu rendimento. Muitas pessoas ficam com dúvidas quanto ao valor das alíquotas e aqui vamos mostrar todos os valores cobrados.

  • Quem recebe até R$ 22.847,76  anualmente é isento ao imposto de renda;
  • Quem recebe de R$ 22.847,77 até R$ 33.919,80 paga 7,5% de alíquota e R$ 1.713,58 de parcela a deduzir;
  • Os contribuintes que recebem de R$ 33.919,81 até R$ 45.012,60 têm 15% de alíquota e R$ 4.257,57 a deduzir.
  • Caso o cidadão receba de R$ 45.012,61 até R$ 55.976,16 paga 22,5% de alíquota e R$ 7.633,51 a deduzir do IRPF 2019;
  • Os que recebem acima de R$ 55.976,16 tem alíquota de 27,5% e dedução de R$ 10.432,32.

Como solicitar Isenção Imposto de Renda

Se você se enquadra nos requisitos de isenção, você deve informar isso a Receita Federal. Para isso, basta acessar o site do Ministério do Planejamento http://www.planejamento.gov.br/assuntos/orgaos-extintos/formularios/formulario-de-requerimento-de-isencao-de-imposto baixar o documento de isenção chamado “Requerimento de Isenção de Imposto de Renda” e preencher todas as informações necessárias e enviar a Receita Federal.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Dataprev INSS 2019 – Serviços, documentos necessários e extrato INSS

Dataprev INSS 2019 – Com o avançar acelerado das tecnologias, vários serviços que antigamente eram realizados de forma totalmente manual, atualmente já podem ser feitos em pouquíssimo tempo e sem muita dificuldade.

A consulta do Extrato INSS por via do Dataprev é um exemplo claro de como a tecnologia facilita a vida dos cidadãos brasileiros.

Continue acompanhando os próximos tópicos deste post e saiba com mais detalhes como o Dataprev INSS 2019 funciona.

Dataprev INSS 2019
Dataprev INSS 2019

Dataprev INSS 2019

Dataprev é uma entidade que é responsável pelas tecnologias e informações usadas pelo Ministério da Previdência social, ou seja, é justamente por conta dos dados que são armazenados por esta entidade que o cidadão consegue realizar a consulta do seu Extrato INSS.

Além da retirada do extrato, o Dataprev INSS 2019 também possibilita a realização de várias operações que estão relacionadas a consultas INSS e de outros programas da previdência social.

VEJA TAMBÉM:

Serviços Oferecidos pelo Dataprev INSS

O Dataprev é responsável por gerenciar os dados armazenados por vários programas da previdência, sendo assim por meio dele você pode realizar diversas operações, são elas:

  • Aposentadoria por idade;
  • Extrato Previdenciário;
  • Extrato de Empréstimo Consignado;
  • Resultado de perícia médica;
  • Agendamentos/requerimentos;
  • Histórico de crédito de benefício;
  • Extrato de Imposto de Renda;
  • Carta de Concessão.

Documentos Necessários

Para poder realizar a consulta do Dataprev é necessário que o beneficiário tenha consigo algumas informações que são exigidas durante este processo, e tais dados podem ser encontrados em alguns dos documentos do cidadão.

✅  Saiba também como acessar e utilizar o portal E-CAC da Receita Federal.

Veja quais documentos o beneficiário deve ter consigo no momento em que for a fazer a consulta no Dataprev, logo abaixo:

  • Data de Nascimento;
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física);
  • Nome completo;
  • Número do beneficiário (esta informação pode ser achada no Cartão magnético de recebimento do benefício).

Vale destacar que mesmo na consulta presencial ou por via Telefônica é necessário que o beneficiário tenha em mãos esses documentos, pois eles também são necessários nesse tipo de consulta.

Extrato Dataprev

A realização da emissão do extrato Dataprev não é nem um pouco complicada, sendo que todo o procedimento pode ser realizado via online – confira o passo a passo de como você pode seguir com a retirada do extrato Dataprev, já a seguir:

  • Primeira acesse o site oficial do Dataprev usando seguinte link – http://www.dataprev.gov.br/;
  • Dentro da página, vá para a aba “Extrato de Pagamentos” para seguir com a sua consulta do Extrato Dataprev;
  • Na próxima página siga em frente informando o número Beneficio, data, o nome e CPF do beneficiário.
  • Por fim basta digitar a senha gerada automaticamente pelo site.

Vale salientar que o número do benefício deve ser informando sem os pontos ou barras. A data de nascimento também deve ser digitada em formato de algarismo. Por fim é só lembrar de digitar o nome e o número do CPF sem pontos, traços ou barras.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

IRPJ 2019: Imposto de Renda Pessoa Jurídica

Todos os anos, as pessoas físicas e jurídicas têm um compromisso com a declaração do imposto de renda. Embora o IRPJ seja o mais conhecido, o imposto de renda para pessoa jurídica também é necessário. O IRPJ também é obrigatório, por isso os contribuintes devem estar bem atentos para que não tenha problemas com a Receita Federal, cujo pode acarretar em inúmeros prejuízos. Então, quer se informar um pouco mais sobre o IRPJ 2019? Leia o artigo abaixo!

IRPJ 2019
IRPJ 2019

Quem deve declarar o IRPJ 2019

Primeiramente, é fundamental que saiba quem deve declarar o IRPJ 2019. Isto porque existem alguns grupos são excluídos do ato de declarar imposto de renda, como os microempreendedores individuais, mais conhecidos como MEI. O MEI não realiza o pagamento do imposto de renda, por isso não é necessário se preocupar com este tributo.

No entanto, a declaração do IRPJ 2019 é obrigatório para quatro grupos, são eles:

  • Empresas que fizeram pagamentos para outras pessoas jurídicas envolvendo impostos como Cofins, CSLL e contribuição para o PIS/PASEP;
  • Todas as pessoas jurídicas que praticaram renteção do IR na fonte;
  • Pessoas físicas que tenha pago rendimentos em 2017 mesmo sem ter havido a retenção do imposto na fonte;
  • Empresários que tenham feito operações de envio de dinheiro com destinatário ao exterior, mesmo que não tenha havido retenção na fonte.

Como Declarar o IRPJ

Assim como na declaração do imposto de renda para pessoa física, a Receita Federal também colocada um software à disposição para elaborar sua declaração do imposto de renda. Esse programa pode ser feito download também no próprio site do órgão, de forma gratuita e rápida.

No entanto, a elaboração da declaração do IRPJ 2019 exige um pouco mais de tempo e paciência, pois possui mais etapas do que o imposto para pessoa física. Tenha cuidado com os dados fornecidos durante a declaração. Caso a Receita Federal detecte dados incompatíveis, sua empresa pode cair na malha fina.


Como Pessoas Jurídicas Inativas Declaram o IRPJ

São consideradas pessoas jurídicas inativas todas aquelas empresas ou organizações que não praticaram atividades operacionais e financeiras no ano referente ao imposto de renda 2019. Desta forma, elas são chamadas como “inativas”. E uma dúvida muito comum é: como pessoas jurídicas inativas declaram o IRPJ?

Mesmo inativas, essas pessoas jurídicas são obrigadas anualmente a enviar a declaração simplificada da pessoa jurídica. Quer saber como? Veja abaixo:

  1. Primeiramente acesse o site da Receita Federal pelo seguinte endereço eletrônico: https://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/SSL/ATRJO/DeclInatividade2016.App/default.asp.
  2. Preencha o formulário com o seu CNPJ; CPF do responsável pelo CNPJ; e também o código de segurança.
  3. Ao final, clique em “confirmar”


Tabela com Cronograma IRPJ 2019

No momento, a tabela com cronograma IRPJ 2019 não foi divulgado pela Receita Federal. No entanto, como a movimentação do IRPF 2019 já começou, é bem provável que nas próximas semanas o órgão responsável divulgue a tabela com cronograma IRPJ 2019. Desta forma, é fundamental que esteja bem atento ao site da Receita Federal e também aos sites de notícias.


Restituição IRPJ

As pessoas jurídicas que tenha realizado o pagamento de uma quantia indevida ou maior que o valor estipulado pela Receita Federal possuem o direito de serem restituídas. Desta forma, basta solicitar a restituição e terá a devolução da taxa acrescida.

Restituição IRPJ 2019
Restituição IRPJ 2019
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Imposto de Renda MEI 2019

Imposto de Renda MEI 2019 – As pessoas que estão cadastradas como MEI, são aquelas microempreendedoras individuais, ou seja, que possui um pequeno empreendimento em que trabalha somente ela ou no máximo mais uma pessoa.

O MEI é considerado uma pessoa que possui dois papéis diante do governo federal: o papel como cidadão e também como empresário. A pessoa que é MEI precisa cumprir algumas obrigações no momento de declarar o seu imposto de renda 2019 como MEI.

Normalmente essa declaração acontece no primeiro semestre do ano, e o MEI deverá fazer a declaração dos seus rendimentos do ano anterior. Veja nos próximos tópicos como isto é feito e como tudo funciona.

Imposto de Renda MEI
Imposto de Renda MEI

MEI Precisa Declarar Imposto de Renda

Muitas pessoas que são registradas no governo e na receita como MEI ou que gostariam de se tornar MEI possuem dúvidas quanto a declaração do imposto de renda anual, informando os seus rendimentos.

Essa questão é muito importante, afinal, quando o cidadão não sabe exatamente como funciona os procedimentos como cidadão e empresário, ele pode perder a regularidade da sua empresa.

Normalmente essa declaração de pessoa jurídica ocorre até o último dia do mês de maio. Essa declaração é simples e é chamada de Declaração Anual do Simples Nacional do MEI (DASN-SIMEI) dos seus rendimentos do ano anterior. A declaração MEI pode ser feita pelo site do Portal do Simples Nacional.

Declaração MEI 2019

Como vimos nos tópicos anteriores, o MEI necessita fazer uma declaração anual a Receita Federal de seus rendimentos do ano anterior. No entanto, essa declaração acontece de forma mais simples que as declarações feitas por outros tipos de empresas.

Dependendo do rendimento anual do MEI, ele também precisa fazer uma declaração do seu imposto de renda como pessoa física, aí depende de cada caso, de cada pessoa registrada no MEI.

Se você está em dúvidas quanto a declaração como pessoa física e registrada no MEI, o indicado é que procure um contador de confiança para saber os limites do MEI através dos rendimentos do ano anterior e se é necessário fazer essa declaração ou não.

Como Declarar Imposto de Renda MEI 2019

O cidadão registrado como MEI (Microempreendedor Individual) pode fazer a sua declaração anual de forma gratuita, sem a necessidade de instalar nenhum programa para isso.

O MEI precisa declarar sobre o seu faturamento total do ano anterior, caso seja venda de produtos, o cidadão também precisa dizer o seu lucro e também informar se existe algum empregado trabalhando junto.

Para fazer a declaração, siga os passos a seguir:

  • Entre na página do Simples Nacional, e acesse a opção “Simples serviços > Cálculo e Declaração”;
  • Nesta página que abrir, o cidadão deverá clicar em “Declaração Anual Simplificada para o MEI”;
  • Ao selecionar esta opção, depois o contribuinte deverá escolher o ano-calendário que quer fazer a declaração ou escolher pela linha ratificadora se quiser corrigir algum erro da declaração já feita;
  • Depois é só escolher a opção “Continuar” e preencher todos os dados pedidos pelo formulário com as informações da sua empresa e da renda que ela teve no ano anterior.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...