DIRF 2019

DIRF 2019

Hoje vamos explicar como fazer a DIRF 2019, entender melhor este imposto e declaração, os prazos de entrega para ficar em dia com a Receita Federal. Continue conosco para entender melhor tudo sobre a DIRF 2019.

Essa declaração é entregue anualmente pelas empresas que possuem funcionários que possuem parte dos rendimentos retidos na fonte. Ela é obrigatória, e caso não cumprida dentro dos prazos, terá de enfrentar severas punições, que incluem multa e juros de mora retroativos.

DIRF 2019
DIRF 2019 – Declaração do imposto de Renda de Pessoa Física

O que é DIRF 2019

A DIRF significa Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte, que é uma contribuição obrigatório de uma parte dos brasileiros, que são aqueles que são pessoa jurídica ou empresário que vai ter um recolhimento da sua renda (um tributo) direto na fonte.

Essa declaração basicamente serve para que a Receita Federal tenha um controle maior dos empresários e pessoas jurídicas do Brasil, saber se ela está fazendo retenção do imposto de renda direito da fonte, ou seja, dos recebimentos dos colaboradores que trabalham para ele, assim evitando a sonegação.

DIRF 2019
DIRF 2019

A DIRF é na realidade uma declaração, como vimos. Ela não é um pagamento de imposto como muitas pessoas pensam. Ela serve como um controle da Receita Federal para que os empresários recolham o imposto de forma correta no recebimento dos salários de seus funcionários.

Veja mais:


Quem é Obrigado a apresentar a declaração DIRF 2019

Veja aqui, em forma de lista para facilitar o seu conhecimento, quem deve ser obrigado a declarar a DIRF todos os anos:

  • Todas as pessoas jurídicas, empresários que fazem retenção do imposto de renda direto da fonte;
  • Os empresários também que fizeram realizações de operações, envios de dinheiro para o exterior e que não fizeram retenção do imposto direito da fonte;
  • Pessoas físicas também, que tenham pago rendimentos em 2017. Mesmo que essas pessoas não tenham retenção direto da fonte.

Vale lembrar que se você é MEI, fique tranquilo! O MEI não precisa fazer a DIRF, pois o MEI não faz declaração do imposto de renda.

As empresas que fizeram pagamentos para outras pessoas jurídicas, envolvendo tributos da Seguridade Social, de PIS/PASEP, também devem declarar a DIRF.


Prazos para Entrega

Os prazos de entrega da DIRF para o ano de 2019 já terminaram. Ela aconteceu até o dia 28 de fevereiro de 2019, no entanto, a Receita Federal abriu mais um tempo de prazo por causa de problemas acontecidos no programa IRPF 2019, que demorou para liberar.

Com esse prazo estendido, os brasileiros que precisam declarar a DIRF 2019, ganhou um período a mais. Caso você esteja atrasado com sua declaração DIRF, entre em contato com a Receita Federal agora mesmo, o quanto antes e regularize a sua situação!


Programa Gerador da Declaração DIRF

O cidadão empresário e pessoa jurídica pode instalar o programa gerador DIRF para declarar o seu imposto de renda retido na fonte e ficar em dia com a Receita Federal. Para isso, acesse o site oficial da Receita Federal, clicando aqui direto no link para a declaração da DIRF.

Programa Gerador da Declaração DIRF
Programa Gerador da Declaração DIRF

Retificação da Dirf 2019

Vamos ensinar o passo a passo para você fazer a retificação da DIRF, veja:

  • A retificação é feita quando a declaração é rejeitada. Para isso, use o sistema da declaração, o programa gerador para fazer a retificação;
  • Acesse o programa e encontre a “ficha do contribuinte”. Escolha o tipo de declaração que deseja fazer, e depois declaração retificadora.
Retificação DIRF 2019
Retificação DIRF 2019

 Penalidades por Falta de Entrega

O contribuinte que não fizer a sua declaração da DIRF, está aberto a receber duras penalidades, dentre elas e a principal, são as multas. Há também restrições de crédito, bloqueios de alguns documentos, dentre outras.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

IRPJ 2019: Imposto de Renda Pessoa Jurídica

IRPJ 2019

Todos os anos, as pessoas físicas e jurídicas têm um compromisso com a declaração do imposto de renda. Embora o IRPJ seja o mais conhecido, o imposto de renda para pessoa jurídica também é necessário. O IRPJ também é obrigatório, por isso os contribuintes devem estar bem atentos para que não tenha problemas com a Receita Federal, cujo pode acarretar em inúmeros prejuízos. Então, quer se informar um pouco mais sobre o IRPJ 2019? Leia o artigo abaixo!

IRPJ 2019
IRPJ 2019

Quem deve declarar o IRPJ 2019

Primeiramente, é fundamental que saiba quem deve declarar o IRPJ 2019. Isto porque existem alguns grupos são excluídos do ato de declarar imposto de renda, como os microempreendedores individuais, mais conhecidos como MEI. O MEI não realiza o pagamento do imposto de renda, por isso não é necessário se preocupar com este tributo.

No entanto, a declaração do IRPJ 2019 é obrigatório para quatro grupos, são eles:

  • Empresas que fizeram pagamentos para outras pessoas jurídicas envolvendo impostos como Cofins, CSLL e contribuição para o PIS/PASEP;
  • Todas as pessoas jurídicas que praticaram renteção do IR na fonte;
  • Pessoas físicas que tenha pago rendimentos em 2017 mesmo sem ter havido a retenção do imposto na fonte;
  • Empresários que tenham feito operações de envio de dinheiro com destinatário ao exterior, mesmo que não tenha havido retenção na fonte.

Como Declarar o IRPJ

Assim como na declaração do imposto de renda para pessoa física, a Receita Federal também colocada um software à disposição para elaborar sua declaração do imposto de renda. Esse programa pode ser feito download também no próprio site do órgão, de forma gratuita e rápida.

No entanto, a elaboração da declaração do IRPJ 2019 exige um pouco mais de tempo e paciência, pois possui mais etapas do que o imposto para pessoa física. Tenha cuidado com os dados fornecidos durante a declaração. Caso a Receita Federal detecte dados incompatíveis, sua empresa pode cair na malha fina.


Como Pessoas Jurídicas Inativas Declaram o IRPJ

São consideradas pessoas jurídicas inativas todas aquelas empresas ou organizações que não praticaram atividades operacionais e financeiras no ano referente ao imposto de renda 2019. Desta forma, elas são chamadas como “inativas”. E uma dúvida muito comum é: como pessoas jurídicas inativas declaram o IRPJ?

Mesmo inativas, essas pessoas jurídicas são obrigadas anualmente a enviar a declaração simplificada da pessoa jurídica. Quer saber como? Veja abaixo:

  1. Primeiramente acesse o site da Receita Federal pelo seguinte endereço eletrônico: https://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/SSL/ATRJO/DeclInatividade2016.App/default.asp.
  2. Preencha o formulário com o seu CNPJ; CPF do responsável pelo CNPJ; e também o código de segurança.
  3. Ao final, clique em “confirmar”


Tabela com Cronograma IRPJ 2019

No momento, a tabela com cronograma IRPJ 2019 não foi divulgado pela Receita Federal. No entanto, como a movimentação do IRPF 2019 já começou, é bem provável que nas próximas semanas o órgão responsável divulgue a tabela com cronograma IRPJ 2019. Desta forma, é fundamental que esteja bem atento ao site da Receita Federal e também aos sites de notícias.


Restituição IRPJ

As pessoas jurídicas que tenha realizado o pagamento de uma quantia indevida ou maior que o valor estipulado pela Receita Federal possuem o direito de serem restituídas. Desta forma, basta solicitar a restituição e terá a devolução da taxa acrescida.

Restituição IRPJ 2019
Restituição IRPJ 2019
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...